STJ mantém decisão e jornalista terá que indenizar Gilmar Mendes

BRASIL - A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou o recurso apresentado pela defesa do jornalista Paulo Henrique Amorim, condenado a indenizar o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. 

Condenado no ano passado, o apresentador do "Domingo Espetacular", da Record, ainda terá de pagar R$ 50 mil por ter "ofendido a honra" do ministro. Amorim foi processado por publicar em seu blog uma montagem com a foto de Mendes e a legenda o comparando a uma popular propaganda de cartões de crédito. "Cartão Dantas Diamond. Comprar um dossiê - R$ 25.000,00; Comprar um jornalista - de R$ 7.000,00 a R$ 15.000,00; Comprar um delegado da PF - R$ 1.000.000,00; Ser comparsa do presidente do STF - Não tem preço". 

A defesa do jornalista argumentou que a decisão cerceia sua liberdade de expressão. Porém, o relator do caso, ministro Marco Buzzi, afirmou que "a liberdade de imprensa não autoriza ninguém a ofender a honra de outra pessoa". 

Paulo Henrique Amorim ainda responde por outro processo movido pelo ministro, por conta de uma postagem que dizia: "Gilmar Mendes instala o golpe de estado. O Supremo Presidente Gilmar Mendes transformou o Supremo Tribunal Federal num balcão de negócios". 

O apresentador já teve outras condenações por ofensas em seu blog, o "Conversa Afiada", inclusive com colegas jornalistas da Globo, como Ali Kamel e Heraldo Pereira.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More