Janot comemora decisão do STF sobre poder de investigação do MP


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, comemorou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta tarde de reafirmar o poder de investigação criminal do Ministério Público. "Hoje é dia de festa pelo Ministério Público brasileiro porque conseguimos alcançar uma situação que buscamos há mais de dez anos", afirmou o procurador, em cerimônia de posse da nova diretoria da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

Nesta tarde, o plenário do STF entendeu por maioria que procuradores e promotores podem continuar a conduzir investigações próprias na esfera penal e também auxiliar apurações feitas pela polícia. Janot considerou que a decisão resolve "em definitivo" a questão dos poderes do MP e classificou como uma "vitória justa e histórica".



"Aguardávamos todos ansiosos a decisão do STF e para o bem, acredito eu, não de um interesse corporativo, mas da sociedade brasileira como um todo. Pôs-se uma pá de cal nessa questão", afirmou.

O procurador-geral da República afirmou que a instituição esteve "unida" no combate mesmo nas "horas escuras". "Nossa atuação e resiliência foi testada ao limite, como está sendo feita agora", afirmou Janot.

Sem fazer menção direta a divergências com a Polícia Federal, afirmou que as instituições deverão trabalhar em conjunto a partir desta decisão. "O País não suporta mais o crime desenfreado e a corrupção endêmica, a hora é grave. O momento pede serenidade e cooperação entre os entes públicos. É isso que o País espera de todos nós", disse o procurador.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More