Adepol entra com representação contra pedidos de mandados pela Polícia Militar

A Associação dos Delegados de Polícia Civil de Alagoas (Adepol) decidiu, nesta segunda-feira (15), entrar com uma representação contra a Polícia Militar (PM), na Corregedoria de Justiça do estado, pedindo que os juízes estaduais não recebam mais solicitação de mandados de prisão ou apreensão vindos da PM.

O pedido foi feito durante um encontro nesta manhã no hotel Ritz Lagoa da Anta, na Jatiuca, em Maceió. Para o presidente da Adepol, Delegado, Antônio Carlos Lessa, a Polícia Militar fazendo essas solicitações está “usurpando” o papel da Polícia Judiciária.

“A PM alega que a Polícia Civil não tem agentes o suficiente para fazer esse tipo de ocorrência, mas cada um tem sua atribuição constitucional. Ou então, se falta juiz, a PM vai fazer o papel dele também?”, questionou o delegado.

Durante uma reunião realizada na semana passada com a Adepol, Otávio Praxedes, Corregedor de Justiça em exercício, garantiu que enviaria ofício aos magistrados acerca da expedição de mandados.

Já a Polícia Militar, informou por meio de sua assessoria que não se pronunciará sobre o assunto.
 



Fonte: Redação com TNH1
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More