20 dicas sobre como se portar na audiência de um processo trabalhista Como devo me comportar em uma situação tão diferente? O que devo usar? O que devo falar ou deixar de falar? Como me preparar para essa audiência? Saiba tudo isso e muito mais sobre audiência trabalhista.

Não há como evitar o nervosismo e a tensão quando vamos a uma audiência, seja trabalhista ou não, ficamos diante de tantos "jargões" e palavras complicadas empregadas pelos juristas e advogados que não sabemos como reagir.
É comum que as pessoas envolvidas saiam sem entender as decisões e soluções que ficaram resolvidas daquele certo problema ou conflito.
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê no artigo 791 que qualquer empregado pode pleitear uma Ação na Justiça sem a presença de um advogado, porém diante de toda complexidade de um Processo Trabalhista, a contratação de um advogado torna os direitos das partes mais iguais.
Mas se você optar por resolver suas questões trabalhistas sozinho, ou até mesmo com a ajuda de seu advogado, seguem algumas dicas de como comportar-se antes, durante e depois da audiência:
  1. Estude seu caso em casa. Leia os artigos da CLT que se referem a processos semelhantes ao seu, e estude as duas formas de audiência trabalhistas que são a audiência inaugural (primeira) e a instrucional (instrução – segunda).

     
  2. Compareça com sua melhor roupa. Se homens, de camisa social e se possível gravata; as mulheres, com vestidos recatados ou ternos femininos.
  3. Aguarde todas as instruções que serão dadas pelo seu advogado ou pelo Juiz no momento da audiência e siga todas elas, não é hora para soberba.
  4. Vá com espírito preparado para conciliação e não para guerra. Todos ganham com uma dissolução rápida do conflito, uma vez que sabemos que processos são bem demorados no Brasil.
  5. Estipule valores dos quais pretende questionar e cobrar, some suas horas extras (se existirem), calcule suas férias atrasadas (se houver). Se sentir necessidade, procure um contador de sua confiança.
  6. Leve consigo todos os documentos que conseguir encontrar da relação de trabalho como holerites, aviso prévio, carteira de trabalho, recibos, etc.
  7. Saia de casa com uma hora ou mais de antecedência do horário designado para a audiência. Nos processos trabalhistas o não comparecimento do autor da ação em qualquer das audiências sem justificativa, gera extinção imediata do processo.
  8. Não minta. Todas as alegações que você fizer deverão ser comprovadas ou por documentos ou por palavras de testemunhas, falsas alegações podem gerar falsificação ideológica ou falso testemunho, e essas ações possuem punições até com prisão.
  9. Jamais aumente seu tom de voz, ou se altere com qualquer comentário falso ou enganoso, pois qualquer tipo de perturbação na audiência poderá fazer com que o Juiz mande retirar-se do recinto (Art. 816 da CLT).
  10. Tenha com você um bloco ou caderno para anotações, e anote tudo que achar necessário para questionar posteriormente ao seu advogado ou até mesmo no momento da audiência que lhe derem a vez da fala.
  11. Solicite sempre uma cópia da Ata de Audiência para levar para casa e guarde em uma pasta com todos os documentos e informações pertinentes ao seu processo, se foi entregue uma cópia ao seu advogado, tire fotocópia da cópia dele.
  12. Encontre três pessoas que consigam corroborar todas as informações que você necessita, que possam confirmar todas as suas alegações para que sejam suas testemunhas no processo. Não é permitido mais de três testemunhas (Art. 821 da CLT).
  13. Não procure como testemunhas parentes, amigos íntimos ou inimigos da outra parte do processo, pois seus depoimentos possuem menor valor perante o juiz (Art. 829 da CLT).
  14. Acerte o Local e horário do comparecimento das suas testemunhas a audiência de instrução, uma vez que as mesmas não são intimadas ou notificadas por um Oficial de Justiça a respeito do dia e hora da audiência, você deve se encarregar disso (Art. 825 da CLT).
  15. Se houver contratado um advogado, combine uma reunião com você e com as demais testemunhas ou pessoas envolvidas no processo, para que saibam como agir no dia da audiência e não haja contradições em seus depoimentos.
  16. Compareça no antigo ou atual local de trabalho se possível, e observe detalhes referentes à segurança do local, aparelhos de proteção, roupas, e outros detalhes que possam ser questionados em seu caso.
  17. Não procure ser amigo do Juiz, ou puxa saco do magistrado, isso pode acarretar desconfiança por parte do mesmo e ele jamais fará qualquer diferenciação que não prescrita na lei no seu processo.
  18. Faça sua escolha de um bom advogado e confie na sua escolha. Analise com muito cuidado a escolha do seu advogado para que não haja necessidade de ficar trocando de procurador (advogado) durante o decorrer do processo, isso pode prejudicá-lo muito.
  19. Concentre-se totalmente na audiência, desligue seu aparelho celular e jamais leve consigo computador, tablet, ou qualquer outro aparelho para realizar algo durante a espera, tire o dia para resolver essa questão tão somente.
  20. Organize-se, não deixe para a última hora, resolva todas as questões pendentes com pelo menos três dias de antecedência da audiência, principalmente se essa ocorrer em outra cidade na qual você não reside atualmente.
Todos nós temos problemas e questões para serem resolvidas em nosso dia a dia, podemos tomar muitas decisões em nosso caminho e com certeza seremos mais felizes em nossos resultados todas as vezes que nos preparamos com antecedência.
"A sorte acompanha as mentes bem preparadas". (Louis Pasteur)
"A sorte nada mais é do que o cuidado meditado de todos os detalhes. Faça que esteja do seu lado não deixando nada ao acaso". (Desconhecido)
Cibele Carvalho
Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More