Grandes terremotos podem ser causados pela Lua

Influência gravitacional
Geólogos japoneses descobriram que grandes terremotos, como os que devastaram o Chile em 2010 e o Japão em 2011, têm maior probabilidade de ocorrência durante as fases Cheia e Nova da Lua.
A relação entre os fenômenos é que, nas duas ocasiões durante cada mês, as tensões de maré gravitacional induzidas pela Lua são as mais elevadas.
A equipe da Universidade de Tóquio argumenta que a mesma influência gravitacional que a Lua exerce sobre os oceanos - ocasionando as marés - pode desencadear terremotos ao exercer uma força sobre as linhas de falha geológica mais frágeis da Terra.
Em um trabalho que está sendo classificado por outros especialistas como "extremamente cuidadoso", eles calcularam os níveis de estresse das marés antes de grandes terremotos das últimas décadas e constataram que altos níveis de estresse foram frequentemente seguidos por grandes terremotos.


Lua e grandes terremotos
Grandes terremotos, incluindo aqueles que atingiram mais recentemente o Chile e o Japão, ocorreram perto da hora de maré máxima, durante as luas Nova e Cheia, quando o Sol, a Lua e a Terra se alinham.
Além disso, a maré gravitacional parece gerar terremotos mais fortes.
Entre mais de 10.000 tremores de terra de magnitude de 5,5 ou mais na escala Richter, um tremor de terra que começou durante um momento de alta tensão de maré - na Lua Cheia ou na Lua Nova - tinha probabilidade muito maior de alcançar ou superar a magnitude 8. E a equipe não encontrou nenhuma correlação entre os terremotos menores e o estresse das marés gravitacionais lunares.
"Isto sugere que a probabilidade de que uma minúscula falha de rocha se expanda para uma ruptura gigantesca aumenta com o aumento dos níveis de estresse das marés," escreveram os geólogos em seu artigo na revista Nature Geoscience. "Concluímos que grandes terremotos são mais prováveis durante períodos de elevado estresse de maré."
Alerta contra terremotos
Infelizmente, os pesquisadores não acreditam que seus resultados possam se transformar em medidas práticas, de alertas para novos terremotos, por exemplo.
Mesmo sendo elevada pela ocorrência das luas Cheia e Nova, a probabilidade de que um terremoto ocorra em qualquer dia em particular permanece baixa mesmo nessas ocasiões: "Ela é muito pequena para que possamos tomar qualquer ação," disse Satoshi Ide.

Bibliografia:

Earthquake potential revealed by tidal influence on earthquake size-frequency statistics
Satoshi Ide, Suguru Yabe, Yoshiyuki Tanaka
Nature Geoscience
DOI: 10.1038/ngeo2796
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More