Qual é a distinção entre dolo direto, dolo eventual, culpa consciente e culpa inconsciente?

O dolo direto ou determinado configura-se quando o agente prevê um resultado, dirigindo sua conduta na busca de realizá-lo. Já no dolo indireto ou indeterminado, o agente, com a sua conduta, não busca resultado certo e determinado. O dolo indireto possui suas formas, quais sejam, dolo alternativo e dolo eventual. Alternativo ocorre quando o agente prevê e quer um ou outro dos resultados possíveis da sua conduta, e o eventual, quando a intenção do agente se dirige a um resultado, aceitando, porém, outro também previsto e consequente possível da sua conduta.
A culpa consciente ocorre quando o agente prevê o resultado, mas espera que ele não ocorra, supondo poder evitá-lo com a sua habilidade. Na culpa inconsciente, o agente não prevê o resultado, que, entretanto, era objetiva e subjetivamente previsível.
ConsciênciaVontade
Dolo diretoPrevê o resultadoQuer o resultado
Dolo eventualPrevê o resultadoNão quer, mas assume o risco
Culpa conscientePrevê o resultadoNão quer, não assume risco e pensa poder evitar
Culpa inconscienteNão prevê o resultado (que era previsível)Não quer e não aceita o resultado
Vale dizer que o tema em estudo foi objeto de questionamento no concurso da Magistratura/DF em 2006, e a assertiva correta dispunha:
Caracteriza-se a culpa consciente quando o agente prevê o resultado, mas espera, sinceramente, que ele não aconteça.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More